Cerca de 60 milhões de consumidores brasileiros devem gastar com produtos ou serviços relacionados à Copa do Mundo, conforme pesquisa realizada em todas as capitais brasileiras pelo SPC Brasil, Serviço de Proteção ao Crédito e pela CNDL, Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas. Segundo o estudo, os jogos do Mundial devem movimentar cerca de R$ 20,3 bilhões nos setores de comércio e serviços em todo o país. Segundo a projeção, o foco da maior parcela de gastos está ligado ao consumo de alimentos e bebidas para o acompanhamento das partidas nas próprias residências dos torcedores, como tira-gostos (56%), pipocas (37%), salgados (39%), cerveja (74%), refrigerantes (72%), água (69%) e itens para churrasco (49%). Conforme ainda a pesquisa, os principais locais de compra serão os supermercados (68%), lojas de rua (35%) e camelôs (28%).