O Conselho Regional de Medicina do Tocantins determinou interdição ética do Centro Cirúrgico e Obstétrico do Hospital Regional de Dianópolis por tempo indeterminado. A medida se baseou no problema com as escalas dos plantões médicos. Segundo O CRM, a unidade tem trabalhado com no máximo dois médicos de plantão por dia, quando deveria ter pelo menos seis profissionais d...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários

Publicidade
Enquete

O que você acha do Escola sem Partido?

  • Sou a favor
  • Sou contra
  • Não conheço o projeto, mas gostaria de saber mais sobre