O Conselho Regional de Medicina do Tocantins determinou interdição ética do Centro Cirúrgico e Obstétrico do Hospital Regional de Dianópolis por tempo indeterminado. A medida se baseou no problema com as escalas dos plantões médicos. Segundo O CRM, a unidade tem trabalhado com no máximo dois médicos de plantão por dia, quando deveria ter pelo menos seis profissionais d...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários

Publicidade
Enquete

O que você acha do Escola sem Partido?

  • Sou a favor
  • Sou contra
  • Não conheço o projeto, mas gostaria de saber mais sobre