Depois de irem a júri popular, os réus Eduardo Wellington Marques do Amaral e Thiago Silva Santos foram condenados a 17 anos de prisão, cada um, pela morte Manoel Francisco Neres Filho em novembro de 2016, em Lagoa da Confusão. A vítima foi espancada e morta a facadas por causa de uma dívida relacionada ao tráfico de drogas. O júri reconheceu que a dupla é culpada pelo c...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários

Publicidade
Enquete

O que você acha do Escola sem Partido?

  • Sou a favor
  • Sou contra
  • Não conheço o projeto, mas gostaria de saber mais sobre