Depois de quinze dias em vigor, a Justiça determinou a suspensão da lei municipal que aumentou o tempo de gratuidade de 15 para 30 minutos nos estacionamentos privados de Palmas. O juiz Rodrigo da Silva Perez Araújo, da 2ª Vara da Fazenda e Registros Públicos de Palmas, acatou o pedido feito pelo Capim Dourado Shopping, que alegou que a lei era inconstitucional e o j...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários

Publicidade
Enquete

O que você acha do Escola sem Partido?

  • Sou a favor
  • Sou contra
  • Não conheço o projeto, mas gostaria de saber mais sobre