42 Municípios terão FPM bloqueado por falta de prestação de informações do SIOPS, Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos. A informação é da ATM, Associação Tocantinense de Municípios, que tem alertado os municípios que não conseguiram homologar, ou descumpriram o que estabelece o art. 7 da Lei Complementar 141/2012, sofrerão corte dos repasses federais de financiamento da saúde, além de transferências voluntárias e constitucionais, como o FPM, Fundo de Participação dos Municípios. Os cinco maiores Estados com o maior número de cidades não homologadas são: Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, São Paulo e Paraná. O Norte é a terceira região com mais cidades que não homologaram os dados do Siops, antecedidos apenas pelas regiões Sudeste e Sul, conforme informações do CNM, Confederação Nacional de Municipalistas.