A PEC, Proposta de Emenda Constitucional, que propõe alterar o teto salarial de mais de mil servidores públicos do Tocantins, elevando o limite dos atuais R$ 24 mil para R$ 30 mil por mês, limitando ao salário dos desembargadores do Tribunal de Justiça do Tocantins, apresentada pelo deputado estadual Nilton Franco do MDB, deverá retornar a pauta de votação no plenário somente na próxima semana. A Pec da Elite, como ficou conhecida,  entraria na pauta desta quarta-feira, 31, mas por meio de ofício, um dos autores do projeto, deputado Nilton Franco, solicitou a retirada da matéria da ordem do dia, por motivos de saúde. A presidente da Casa, Luana Ribeiro (PSDB) acatou o pedido do parlamentar. Se aprovada a Proposta de Emenda Constitucional deverá beneficiar delegados da Polícia Civil, coronéis da Polícia Militar, médicos e auditores da Receita Estadual. O impacto no orçamento do Estado é de quase R$ 4 milhões.