O Procon Tocantins autuou um supermercado na Capital pela prática de constrangimento aos consumidores. Segundo denúncia, a notificação foi porque o empreendimento continuava a conferir nas portas de saída as mercadoria já pagas no caixa, o que é proibido, uma vez que, o consumidor não deve ser submetido a nenhuma situação de ameaça, coação, constrangimento físico ou moral ou a qualquer outro procedimento que o exponha ao ridículo. De acordo com o órgão de defesa ao direito do consumidor, a empresa tem 10 dias para apresentar defesa e se continuar com a prática, poderá sofrer novas autuações.