CBN Tocantins
LUTO NO ESPORTE | 5 de Dezembro de 2018
Corpo da triatleta atingida por botes salva-vidas dos Bombeiros será sepultado em Brasília
Foto: Arquivo pessoal / Reprodução G1
foto

Depois de ser velado em Palmas, o corpo da triatleta Ludmila Barbosa, de 40 anos, que morreu após ser atingida pela hélice de um bote salva-vidas dos Bombeiros, foi levado de avião para Brasília, onde será enterrado. O voo saiu na madrugada desta quarta-feira.

Ludmila Barbosa Oliveira morreu na manhã desta terça-feira no Hospital Geral de Palmas, após duas paradas cardíacas. Ela estava desde domingo na UTI do HGP após ser atingida por um bote salva-vidas do Corpo de Bombeiros neste último domingo durante a 6ª etapa do circuito estadual de Maratona Aquática do Tocantins, no Lago de Palmas. A previsão é que em até 30 dias seja concluída a Sindicância aberta pelo Corpo de Bombeiros para apurar as causas do acidente envolvendo a triatleta.

Leia também

Publicidade
Enquete

O que você acha do Escola sem Partido?

  • Sou a favor
  • Sou contra
  • Não conheço o projeto, mas gostaria de saber mais sobre