CBN Tocantins
ESPECTRO II | 6 de Fevereiro de 2019
Justiça deverá se manifestar nos próximos dias sobre inquérito da Operação Espectro 2
Foto: Reprodução / TV Anhanguera
Foto

A Justiça deverá se manifestar nos próximos dias sobre o inquérito da Operação Espectro 2 que investiga supostos casos de funcionários fantasmas nos gabinetes do presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins, Antônio Andrade, deputado Amélio Cayres e deputado Osires Damaso. 

Até agora os deputados não estão sendo investigados. A investigação é direcionada somente para servidores supostos fantasmas dos gabinetes. 11 pessoas, segundo a Polícia, estariam envolvidos no suposto esquema. Conforme apuração da reportagem CBN Tocantins, nos próximos dias o Poder Judiciário deverá decidir se o inquérito ficará na primeira vara criminal de Porto Nacional ou se será encaminhado ao Tribunal de Justiça do Tocantins.

Dois funcionários do gabinete do presidente da Assembleia Antônio Andrade já teriam confessado para a Polícia Civil que recebiam sem trabalhar e teriam afirmado ainda que parte do dinheiro era depositado na conta do filho do deputado, o vereador de Porto Nacional Tony Andrade. A Assessoria do deputado Federal Osires Damaso informou que o parlamentar não tem conhecimento dos fatos e por isso não pode se manifestar sobre a operação e que todos os seus funcionários sempre exerceram suas funções em conformidade com as normas da Assembleia Legislativa. 

A reportagem CBN Tocantins não conseguiu contato com o deputado Amélio Cayres, mas na semana passada, por telefone ele afirmou não ter conhecimento das investigações, e questionado sobre o número de funcionários em seu gabinete, ele não soube responder.

Leia também

Publicidade
Enquete

O que você acha do Escola sem Partido?

  • Sou a favor
  • Sou contra
  • Não conheço o projeto, mas gostaria de saber mais sobre