CBN Tocantins
IMPASSE | 11 de Julho de 2018
Ministério Público recomenda permanência da suspensão de concurso da PM
Ronaldo Mitt
foto

O Ministério Público encaminhou ao Governo do Estado uma recomendação para que permaneça suspenso o andamento do concurso da Polícia Militar do Tocantins. A ação está paralisada por decisão judicial desde março. Na época, o pedido foi feito pelo Ministério Público Estadual e atendido pelo Poder Judiciário que entendeu que a instabilidade no governo poderia gerar problemas para o processo de seleção.

Desta vez o MPE alega que o concurso deve permanecer suspenso por causa das supostas irregularidades que estão sendo investigadas, entre elas fraudes como a divulgação do gabarito ainda durante a aplicação das provas. A recomendação também cita a Operação Aleteia, ocorrida no mês passado sob responsabilidade da Polícia Civil de Araguaína, no norte do Estado, que resultou na prisão de 14 pessoas do Tocantins, Maranhão e Piauí suspeitas de fraudar a prova do concurso da PM Tocantins.

O Governo do Estado terá um prazo de 10 dias a partir da sua notificação para se pronunciar ao órgão sobre a recomendação.

Por meio de nota Secretaria de Comunicação do Governo do Tocantins informou que o governador ainda não foi notificado sobre a recomendação. Já a Polícia Militar, também por meio de nota, informou que o concurso continua suspenso temporariamente e que a corporação está acompanhando o andamento do inquérito, colaborando e realizando todos os esforços para agilizar a solução dos problemas que resultaram na suspensão do certame.

Leia também

Publicidade
Enquete

Em que área você gostaria de mais atenção dos gestores públicos?

  • Saúde
  • Segurança
  • Cultura e Educação
  • Infraestrutura e estradas
  • Economia e empregos