CBN Tocantins
CASO MOISÉS | 13 de Setembro de 2018
Polícia aguarda laudos periciais para dar prosseguimento às investigações
Foto: Leal Júnior/Reprodução G1
Foto

A Polícia Civil ainda não descartou nenhuma das três linhas de investigação anunciadas logo depois da morte do prefeito de Miracema, Moisés Costa da Silva, que são homicídio, latrocínio e suicídio.

Nesta quinta-feira completam duas semanas da morte do gestor, encontrado em sua caminhonete em uma estrada vicinal no município de Miranorte. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, a força-tarefa formada por equipes das delegacias de homicídio e proteção a pessoa de Palmas, Delegacia Especializada em Investigações Criminais e Delegacia Regional de Miranorte já realizou todas as diligências possíveis até este ponto, isto seria oitivas de possíveis testemunhas e pessoas ligadas ao prefeito, coleta de dados, coleta de imagens de câmeras de segurança, entre outros.

Os delegados aguardam a entrega dos laudos periciais do corpo, da arma e da cena do crime, que vão indicar com mais clareza o que ocorreu naquele dia e delimitar a linha de investigação do caso. Esses exames periciais deveriam ter sido entregues nesta semana, mas há alguns dias a perícia pediu a dilatação do prazo. A previsão para a entrega, segundo a SSP, é para o começo da semana que vem

Por: Ananda Portilho

Leia também

Publicidade
Enquete

Em que área você gostaria de mais atenção dos gestores públicos?

  • Saúde
  • Segurança
  • Cultura e Educação
  • Infraestrutura e estradas
  • Economia e empregos