CBN Tocantins
AUGUSTINÓPOLIS | 7 de Fevereiro de 2019
Processo administrativo contra vereadores segue em andamento na câmara municipal
Foto: Lucas Ferreira / TV Anhanguera
Foto

A ação pode cassar os mandatos desses parlamentares que são suspeitos de cobrarem propina para a aprovação de projetos do poder executivo. O processo administrativo segue em andamento na câmara municipal, a justiça determinou a prisão de 10 vereadores em Augustinópolis na operação Perfídia que investiga a cobrança de propina para aprovar projetos enviados pela prefeitura da cidade. Segundo as investigações o esquema movimentava desde Janeiro de 2017, 40 mil reais mensalmente. As informações com Rafael Chaves.

Leia também

Publicidade
Enquete

O que você acha do Escola sem Partido?

  • Sou a favor
  • Sou contra
  • Não conheço o projeto, mas gostaria de saber mais sobre