A Polícia Federal cumpre seis mandados de busca e apreensão na cidade de Oliveira de Fátima, a 123 km da Capital, localizada na região centro-oeste do Estado.  E conforme informações da PF, a Operação que recebeu o nome de Colheita II é para combater crimes eleitorais cometidos mediante transferência de títulos eleitorais com a utilização de documentos falsos. Até o final da manhã desta quinta-feira não havia nenhum mandado de prisão aberto. 24 policiais trabalham nesta operação, que teve os mandados foram expedidos pela décima terceira Zona Eleitoral de Cristalândia. A investigação iniciada em 18 de julho do ano passado, apontou ainda que a organização atuava na falsificação de documentos que eram usados como comprovantes de endereços na Justiça Eleitoral para a transferência fraudulenta de títulos eleitorais. Os envolvidos vão responder pelos crimes eleitorais e associação criminosa, de acordo com o Código Eleitoral e Penal. A Operação Colheita II faz referência ao modus operandi da Organização criminosa, sendo a primeira fase desencadeada no Município de Lajeado, onde os políticos da cidade transferiram centenas de títulos eleitorais com base em doações de lotes e fichas falsas de atendimento médico.