A Prefeitura de Palmas decretou a continuidade do funcionamento reduzido dos órgãos municipais até o dia 31 de julho. Desde o mês passado, quando eclodiu a greve dos caminhoneiros, a gestão municipal havia reduzido a carga horária para seis horas diárias. A previsão era que o funcionamento dos órgãos fosse normalizado na próxima segunda-feira, mas um pedido do Sindicato dos Servidores Municipais de Palmas para a continuidade do horário reduzido foi protocolado nesta semana. No documento o sindicato alegou que a carga horária reduzida pode permitir economia financeira, medida que pode colaborar para o equilíbrio das contas públicas de modo que permita que a gestão municipal faça o pagamento de pendências com a categoria como o pagamento das progressões horizontais e verticais, que segundo o sindicato estão atrasadas há mais de dois anos. O mesmo decreto estabelece horário diferenciado nos dias de jogos do Brasil durante a Copa do Mundo que começou nesta quinta-feira. Quando a seleção brasileira jogar pela manhã, o expediente será de 14h às 19h. Quando a partida for no período da tarde, o expediente será de 8h às 13h.