CBN Tocantins
CASO TRIATLETA | 12 de Dezembro de 2018
Bombeiros devem concluir inquérito em 40 dias, Marinha e Polícia Civil ainda não tem previsão
Foto: Arquivo pessoal / G1
Foto

O inquérito Policial Militar do Corpo de Bombeiros, que apura as causas do acidente que vitimou a triatleta Ludmila Barbosa Oliveira  deverá ser concluído em 40 dias, conforme informações da Corporação. Já os inquéritos da Marinha e da Polícia Civil, também estão em andamento, no entanto, sem previsão para serem finalizados.

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que as investigações serão realizadas pela 4ª Delegacia de Polícia de Porto Nacional, no distrito de Luzimangues, onde o acidente ocorreu e que nesta fase do inquérito já realiza diligências. Também por meio de nota, a Marinha informou que o inquérito administrativo, que foi instaurado um dia após o acidente, no dia 3 deste mês, está em andamento para apurar as causas, circunstâncias e responsabilidades do acidente e que será concluído no menor tempo possível. Ludimila Barbosa, de 40 anos morreu no dia 4 deste mês.

A triatleta foi atingida por um bote do Corpo de Bombeiros dois dias antes durante 6ª etapa do circuito estadual de Maratona Aquática do Tocantins e acabou não resistindo aos ferimentos após dois dias internada. Ela era também educadora no Centro Municipal de Educação Infantil João e Maria, da Prefeitura de Palmas, desde 2005.

Leia também

Publicidade
Enquete

O que você acha do Escola sem Partido?

  • Sou a favor
  • Sou contra
  • Não conheço o projeto, mas gostaria de saber mais sobre