CBN Tocantins
CPI DO PREVIPALMAS | 6 de Dezembro de 2018
Ex-assessora jurídica do PreviPalmas diz que credenciamento não tem procedimento padrão
Foto: Cleber Taquara / Reprodução JTO
foto

Em depoimento à CPI do PreviPalmas nesta quarta-feira, a ex-assessora jurídica do Instituto de Previdência, Daniele Rodrigues, revelou que a instituição não possui um procedimento padrão para credenciamento de gerenciadoras e administradoras de fundos. Segundo a advogada, somente alguns processos relativos ao credenciamento das empresas são enviados para o setor jurídico pois não há nenhuma regulação sobre a obrigatoriedade do rito. A ex-assessora jurídica emitiu um parecer sobre o processo de credenciamento de uma das investidoras que pode ter gerado um prejuízo milionário ao PreviPalmas e alegou que não tem conhecimento se as empresas possuíam toda a previsão legal para gerenciar a aplicação de recursos do instituto Cais Mauá.

Leia também

Publicidade
Enquete

O que você acha do Escola sem Partido?

  • Sou a favor
  • Sou contra
  • Não conheço o projeto, mas gostaria de saber mais sobre